Bambu

BAMBU

O bambu é uma planta da família das gramíneas que se produz anualmente sem a necessidade de replantação, prosperando numa ampla gama de climas, e renovando-se num curto período de tempo, sendo assim, de grande potencial agrícola. É também um eficiente sequestrador de CO2 e, após a sua colheita, grande parte da planta é aproveitada para uma ampla variedade de produtos. Estas suas características, tornam assim, o bambu numa alternativa sustentável à madeira.

Juta

JUTA

A juta é uma fibra têxtil vegetal totalmente biodegradável e reciclável. A sua transformação para diversas aplicações têxteis, tem vindo a ser uma alternativa a outros materiais pouco ecológicos, em especial, a sua transformação em sacos no combate aos sacos de plástico.

Algodão orgânico

ALGODÃO ORGÂNICO

O algodão orgânico é produzido com base nos princípios da agricultura orgânica que defende a proteção dos recursos naturais, sendo a sua produção sem recurso a aditivos sintéticos ou pesticidas, e não sendo geneticamente modificado. Dessa forma, diminui os danos causados pela sua produção, ao solo, ao Ambiente e, consecutivamente, ao ser humano.

Papel reciclado

CARTÃO RECICLADO

A reciclagem de papel e cartão usado tem como objetivo o aproveitamento das suas fibras celulósicas para a produção de papéis novos. Desta forma, são de uma elevada importância a nível económico, social e, acima de tudo, na conservação dos recursos naturais e energéticos, por se apresentar como a solução mais adequada à deposição dos resíduos em aterro.

Cortiça

CORTIÇA

A cortiça é a casca do sobreiro, sendo assim, uma matéria-prima natural, totalmente biodegradável, renovável e reciclável. Retirada do sobreiro, pela primeira vez, a partir dos seus 25 anos, o descortiçamento ocorre posteriormente a cada nove anos, sem que nenhuma árvore seja cortada durante este processo. Atualmente, a cortiça é uma matéria-prima nobre cuja utilização se estende a uma vasta diversidade de produtos.

Papel de sementes

PAPEL DE SEMENTES

Feito à mão e produzido através de papel reciclado, de forma a que nenhuma árvore seja afetada, este papel contém na sua composição sementes de diversas plantas. Dessa forma, após o seu uso, é possível semeá-lo no solo e regá-lo, dando assim, origem a uma nova vida.